Home - Notícias de CS - GLOBO VAI VIRAR “TV POR ASSINATURA”… E AS OPERADORAS, COMO FICAM NESSA??

GLOBO VAI VIRAR “TV POR ASSINATURA”… E AS OPERADORAS, COMO FICAM NESSA??

GLOBO VAI VIRAR "TV POR ASSINATURA"… E AS OPERADORAS, COMO FICAM NESSA??




GLOBO VAI VIRAR “TV POR ASSINATURA”… E AS OPERADORAS, COMO FICAM NESSA??

Fonte

:


É assim, a Globo começou no ensino fundamental colocando alguns vídeos em seu site Globo.com que era uma plataforma muito mais ou menos pelo tamanho e importância que o grupo tem no Brasil; com um certo desinteresse mas tentando se mostrar por dentro da tendência ela passou para o ensino médio criando um espaço específico para vídeos, mas ainda sem acreditar que esse negócio de vídeos na internet podia render alguma coisa; mais adiante ela tomou um choque de realidade online ao perceber, após um comentário infeliz de um dos seus apresentadores sobre a morte de uma celebridade que se fez pela internet (caso Zeca Camargo vs. Cristiano Araújo), que se ela não domina-se a internet ela seria engolida pela internet, surgiu então o Globo Play, uma mudança de visão radical da Globo, ela entrou para a faculdade; agora, após se formar com honras, tendo melhorado a plataforma em diversos períodos e com muitos milhões de assinantes, a Globo resolveu fazer logo o mestrado acrescentando à esta experiência muito bem sucedida do Globo Play a sua gama de canais fechados adminstrados pela Globosat… E o próximo passo, o doutorado, já está bem encaminhado.

O que é de conhecimento de todos nós é que a tv por assinatura brasileira é dominada pelas organizações Globo, seja pelo seu canal aberto sejam pelos seus canais fechados através da Globosat, não há como negar que a Globo detêm uma bela parcela de tudo o que se assiste no Brasil.

Operadoras de tv por assinatura dão prioridade para os canais da Globo em sua grade de programação simplesmente por que os canais controlados pela Globo/Globosat vendem, simples assim, é só falarmos de canais como SporTV, Telecine, PFC, Universal (sim, é da Globosat), Viva… que já se reconhece o peso do nome Globosat na tv paga brasileira.

Para distribuir o seu conteúdo a Globo nos últimos anos estava amarrada a um modelo de mercado em que ela precisava disponibilizar o seu conteúdo para uma operadora de tv por assinatura empacotar ele e vender para o consumidor final, simplesmente por que as operadoras de tv detém a ainda principal estrada de acesso ao conteúdo de tv fechada no Brasil, direitos de transmissão de tv por assinatura via satélite, via cabo e até mesmo via tv terrestre por assinatura.

Todos estes meios dependentes de uma determinada faixa de frequência de transmissão para operar, faixa de frequência esta que é limitada e é daí que vem o alto valor para ter direito de operar nesta faixa de frequência.

Mas para o terror das operadoras de tv por assinatura a internet chegou e a necessidade de uma faixa de frequência para a transmissão de entretenimento digital entrou em coma induzido e foi morrendo, morrendo, morreu mas os parentes não queriam dar essa informação para o público e mandaram congelar ela mas chegou o momento que não tem mais jeito… o modelo atual de televisão transmitida através de faixas de frequência MORREU… Morreu, tá faltando só a família aceitar a morte e deixar enterrar, enquanto isto os frequentadores do velório (no caso os assinantes da tv por assinatura tradicional) estão abandonando o velório aos poucos, tem cada vez menos gente olhando pra cara do morto mas como a família tem muito dinheiro ainda tem uma equipe médica com desfibrilador nas mãos dando choque no morto dentro do caixão e jurando que ele vai ressucitar.

A Globo/Globosat já mandou uma bela coroa de flores para a família do morto e jura que vai continuar a dar todo o apoio que for necessário para que ele ressucite, afinal ainda está entrando uma graninha interessante vinda daí e os amigos da Globo (os anunciantes) ainda estão se propondo a pagar a propaganda confiando que esse velório ainda tem muita audiência interessada em participar.

Mas enquanto o velório da tv por assinatura segue por mais algum tempo a Globo, que de vez em quando é dada como morta mais que continua viva como sempre, já está avisando que ela sozinha consegue entregar de uma maneira melhor aquilo o que família do morto está lutando para manter funcionando mas que já mostrou que não está tendo a competência necessária.

Do lado de fora do velório a Globo já colocou um mega outdoor de placas de LED TV anunciando que vai passar a oferecer os seus canais, inclusive os Globosat, inclusive os canais premium de esportes, inclusive os canais premium de filmes, em uma plataforma online própria que deverá substituir o GloboPlay. Esse pacotaço de conteúdo administrado pela Globosat poderá também ser acessado separadamento dos canais lineares através de video on demand, completo ele vai custar uma graninha boa, mas a idéia é também oferecer um pacote sem o conteúdo premium para as pessoas que não podem pagar pelo pacote completo, será um pacote povão que também deve ser agraciado com a afiliada local da Globo em sua região liberada (de graça) para ser assistida via internet através dessa nova plataforma que vai surgir.

Mas lembre-se, neste momento a Globo não quer espantar a família do morto, pode ser que mais alguém tenha um infarto durante o velório e isso não seria bom, mas espera aí, tem outros grupos detentores de conteúdo que estão com as suas plataformas online que também vão aceitar assinantes que não assinam com nenhuma operadora de tv por assinatura, tem aquela tal de Netflix que não tem nenhuma dó das operadoras de tv por assinatura e que está puxando outras plataformas de conteúdo online sob subscrição, tem aquela plataforma já antiga, Youtube o nome dela, que também promete vender conteúdo que hoje é exclusivo da tv por assinatura através de uma iniciativa chamada Youtube TV…

E enquanto o velório está esvaziando dia a dia a Globo já se inscreveu no doutorado, ela que os canais lineares – aquele tipo de canal em que a emissora é quem escolhe o horário em que vai disponibilizar um determinado conteúdo em um determinado canal e só é possível assistir naquele horário e naquele determinado canal – vão morrer pois a atual geração não assiste a canais lineares e por isto vai oferecer cada vez mais a opção de assinar conteúdos independentes de estarem empacotados em determinados canais… Aliás, vai ter muito conteúdo oferecido pelos criadores de conteúdo da Globo que não vão passar em nenhum canal linear mas que irão impactar muitos espectadores de nichos específicos.

Operadoras de tv por assinatura, eu só lamento, mas “o futuro já começou”.

GLOBO VAI VIRAR “TV POR ASSINATURA”… E AS OPERADORAS, COMO FICAM NESSA??
Vote neste post

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*